Notícias

Em seis meses Banco do Empreendedor liberou R$ 7,9 Milhões para servidores públicos

06/10/2016 - Cristiane Lima

Mais de mil servidores já foram beneficiados pelo Governo do Estado com a concessão de empréstimos este ano, por meio do programa Assistência Financeira ao Servidor, do Banco do Empreendedor do Tocantins – BEM. O programa foi retomado em abril deste ano graças à política de recuperação de crédito implementada pelo órgão.

Em apenas seis meses, o BEM já liberou R$ 7.912.948,36 milhões de reais em empréstimos a servidores públicos estaduais, totalizando uma média de R$ 7,5 mil reais por pessoa.

O presidente da instituição, Acy de Carvalho Fontes, destaca que o sucesso do programa está sendo possível graças a um conjunto de ações integradas de economicidade e a política de recuperação de créditos implantada na instituição desde 2015, ações estas que aumentaram o volume de recursos encontrados em 455%. Este salto nas receitas e a gestão com responsabilidade, esclarece o presidente, é que estão garantindo a manutenção e o grande investimento neste programa de empréstimo a servidores públicos.

Critérios

Servidores públicos estaduais aposentados, efetivos e comissionados estão entre os que podem contrair o empréstimo. No entanto, não podem estar à disposição de órgão que não pertença à estrutura do Governo do Estado, com ônus para o órgão requisitante. Se o servidor possuir um empréstimo em vigor no Banco do Empreendedor, só poderá contrair novo empréstimo após a quitação integral deste empréstimo.

Também é um pré-requisito possuir margem consignável disponível, não estar inadimplente com nenhum programa de Governo e apresentar avalista, se for comissionado. Além da apresentação de documentos pessoais como RG, CPF, comprovante de residência e contracheque, também é necessária a apresentação da Certidão Negativa de Débito Estadual (CND).

Os valores liberados podem variar de R$ 1 mil até R$ 15 mil, de acordo com a margem consignável do servidor e, dependendo do valor do empréstimo, o número máximo de parcelas varia entre 18, 24 e 36 meses. A taxa de juros é de 1,80 % ao mês.

Na sistemática de trabalho, contratos formalizados até o dia 25 do mês anterior terão os créditos liberados até o quinto dia útil do mês seguinte. As propostas serão recebidas entre os dias 4 e 25 de cada mês.

Confira todos os critérios do programa neste link.

Compartilhe esta notícia